terça-feira, 23 de agosto de 2016

Pesquisa mostra que população reage positivamente sobre a questão nuclear quando conhece mais sobre o tema

Contribuição Nelza Oliveira

Uma pesquisa desenvolvida pelo físico Alexandre F. Ramos, professor da Universidade de São Paulo (USP), mostra que o acesso à informação sobre o uso das tecnologias nucleares nas áreas da medicina, agricultura e indústria ajuda a desmitificar a questão nuclear e impacta positivamente na opinião pública sobre o tema. Os resultados do estudo serão apresentados durante o próximo Seminário Internacional de Energia Nuclear – SIEN 2016, que acontece nos dias 20 e 21 de setembro, no Centro Cultural Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro. Entusiasta do uso da energia e tecnologia nucleares, Ramos atua em projetos de divulgação do assunto entre estudantes de ciências biológicas, ambientais e humanas.

“Na nossa experiência, a divulgação da energia nuclear e suas aplicações à públicos de Ciências Humanas e em Ciências Ambientais, desmistificam o assunto, mostrando possibilidades que esta matriz energética abre em outros setores, como saúde, agricultura, indústria e qualidade de vida”, defende o físico.

Ramos tem Pós-doutorado na Stony Brook University, em Nova York, e atua na USP na Escola de Artes, Ciências e Humanidades; no Núcleo de Pesquisa em Modelagem de Sistemas Complexos; e no Departamento de Radiologia e Oncologia da Faculdade de Medicina. O professor realiza pesquisa em física teórica aplicando a teoria das simetrias e dos processos estocásticos à biologia molecular; supercomputação; e física dos plasmas. O físico também trabalha no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo.

“Sem conhecimento, as pessoas acabam associando a energia nuclear apenas as questões como os acidentes de Chernobyl e Fukushima. Explicado ao público as reais dimensões dos tópicos polêmicos e reveladas as expectativas positivas do uso da energia e tecnologia nucleares, há uma reação positiva da população em relação ao tema”, explica o professor da USP. Os resultados da pesquisa fazem parte da palestra de Ramos intitulada "Aplicações das tecnologias nucleares: o retorno de Prometeu?".

O SIEN 2016, que chega este ano à sétima edição, tem a intenção de dinamizar o debate e apresentar soluções e novas tecnologias para o desenvolvimento nuclear, criando um espaço importante para a discussão e intercâmbio técnico-profissional, além de um ambiente favorável para a realização de negócios. O evento, promovido pela Planeja & Informa Comunicação e Casa Viva Eventos, conta nesta edição com a parceria da FGV Energia, Centro de Estudos e Pesquisas da Fundação Getúlio Vargas.

O Seminário tem como tema central este ano “Um novo modelo de financiamento para o negócio nuclear”. O painel sobre o assunto contará com a participação de Otávio Mielnik, Coordenador de Projetos da FGV Projetos. Mielnik é doutor em Economia da Energia pelo Institut d’Economie et de Politique de l’Energie, Université de Grenoble, da França. Com trabalho de Pós-Doutorado no Energy and Resources Group, University of California, nos Estados Unidos, Mielnik tem atuado principalmente na área de economia, política, regulação e gestão empresarial das indústrias de petróleo, gás natural, geração nuclear, hidroeletricidade, geração solar, eólica e biocombustíveis.

Outro participante do painel é Leonam dos Santos Guimarães, doutor em Engenharia Naval e Oceânica pela USP e Mestre em
Engenharia Nuclear pela Universidade de Paris XI, Diretor de
Planejamento, Gestão e Meio Ambiente da Eletrobrás
Eletronuclear. Guimarães é membro do Grupo Permanente de Assessoria
em Energia Nuclear do Diretor-Geral da Agência Internacional
de Energia Atômica – AIEA; do Conselho de
Representantes da World Nuclear Association – WNA; do Conselho Empresarial de Energia Elétrica da FIRJAN/CIRJ; e
Presidente da Seção Latino Americana da Sociedade Nuclear
Americana.

O SIEN 2016 promove nesta edição o inédito 1o ETEN - Encontro sobre Tecnologia em Engenharia Nuclear para Fins Pacíficos, visando um intercâmbio tecnológico permanente no setor. Sucesso na edição de 2015, o SIEN irá repetir a 2ª EXPONUCLEAR, feira paralela de negócios criada com o objetivo de estimular as empresas a mostrarem suas soluções e tecnologias para o setor nas áreas industrial, de serviços, projetos, operação, manutenção etc.



As inscrições para o SIEN 2016 estão abertas e podem ser feitas pelo e-mail inscricao.planeja@gmail, pelo site (www .sienbrasil. com), além dos telefones (5521) 2215-2245 / 2244-6211. As empresas interessadas em participar do SIEN 2016 e da EXPONUCLEAR como patrocinadoras ou trazendo suas tecnologias para a mesa de debates, podem entrar em contato com a  Planeja e Informa Comunicação e Marketing através do e-mail informacoes@sienbrasil.com- telefone: (55 21) 2215-2245. Sócios da Associação Brasileira de Energia Nuclear (Aben), da ABDAN, da FEBRAE e do Instituto de Engenharia, da ABCE, da ABRAGET e da ANACE têm 10% de desconto na inscrição.

sábado, 20 de agosto de 2016

Rosatom confirma presença em evento sobre energia nuclear no Rio

A Rosatom, estatal russa de energia nuclear, confirmou presença no Seminário Internacional de Energia Nuclear (SIEN 2016), que acontecerá no Rio de 20 a 21 de setembro. O evento objetiva dinamizar o debate e apresentar soluções e novas tecnologias para o desenvolvimento nuclear, criando um espaço para a realização de negócios.
Fonte: Sputnik Brasil
O SIEN, que terá como tema este ano "Um novo modelo de financiamento para o negócio nuclear, reúne empresas públicas e privadas, governo, fabricantes de equipamentos, suprimentos, tecnologia, empresas de engenharia e projetos, institutos de pesquisa, associações técnicas, profissionais e empresariais nacionais e estrangeiras.
Entre os temas programados para este ano estão: regulação do setor; participação privada nos investimentos; perspectivas de novas usinas no Brasil; energia nuclear como retomada de desenvolvimento; modelos para construção e gestão de usinas; tecnologia de reatores; radiação para fins pacíficos; e reator multipropósito brasileiro.
Nesta edição, a terceira de que participa, a Rosatom terá também espaço próprio na 2ª Exponuclear para mostrar suas atividades no mundo e no Brasil. A Exponuclear objetiva estimular asempresas a mostrarem soluções e tecnologias para o setor nas áreas industrial, de serviços, projetos, operação, manutenção, entre outras.
A Exponuclear faz parte do 1º Encontro sobre Tecnologia em Engenharia Nuclear para Fins Pacíficos, que visa a promover um intercâmbio no setor, reunindo a comunidade científica nuclear em prol de uma maior interação entre asinstituições.
Recentemente, uma delegação do Instituto de Pesquisas Energéticas Nucleares (Ipen) esteve em Moscou para debater um possível aumento na importação de produtos e cooperação com a JSC Isotope, subsidiária da Rosatom, maior fabricante de produtos radioisótopos para Medicina da América Latina e uma das principais fornecedoras de isótopos para os mercados russo e internacional. A Rosatom já está instalada no Rio de Janeiro para ampliar parcerias com o Brasil e a América Latina.
Como acontece todos os anos, o SIEN 2016 será encerrado com a tradicional visita técnica. Este ano, o local escolhido e definido em parceria com a Marinha do Brasil e a Amazônia Azul (Amazul) será o Estaleiro e Base Naval de Submarinos (EBN) da Marinha brasileira, em Itaguaí, região metropolitana do Rio, onde está sediado o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub). O programa, inédito, surgiu em 2008 a partir de um acordo estratégico firmado entre Brasil e França.
As inscrições para o SIEN 2016 e para a visita técnica podem ser feitas pelos emails inscrição.planeja@gmail.com ou informacoes@sienbrasil.com

sábado, 6 de agosto de 2016

Servidores da CNEN atuam na segurança de Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Ação é reportada pelo jornal O Globo

Servidores da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) que atuarão na segurança nuclear e radiológica dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 realizaram treinamento com profissionais do Departamento de Energia dos Estados Unidos. A atividade ocorreu na sede da CNEN, no Rio de Janeiro, entre os dias 11 e 14 de julho.
A cada quatro anos, atletas de centenas de países se reúnem nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Em 2016, com a participação de cerca de 10.500 atletas de 206 países, estes jogos ocorrerão nos meses de agosto e setembro na cidade do Rio de Janeiro. Excepcionalmente, a modalidade de futebol olímpico também terá disputas nas cidades de Manaus, Salvador, São Paulo, Brasília e Belo Horizonte.
A CNEN, cumprindo sua missão institucional, realizará atividades de segurança nuclear e radiológica nos locais de competição e em outros, como a Vila Olímpica, os Centros de Treinamento e o International Broadcast Centre (IBC). O treinamento com os profissionais norte-americanos foi umas das várias atividades de capacitação que estão sendo realizadas para preparar os integrantes das equipes da CNEN que atuarão na segurança dos jogos.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Estudo brasileiro desenvolve ferramenta para evitar sub-diagnóstico em câncer de tireoide

Pesquisa publicada no JAMA identificou que 46% dos pacientes apresentavam metástases linfonodais cervicais ocultas e alterou o tratamento em 38% dos casos analisados

Publicado no periódico JAMA Otolaryngology-Head & Neck Surgery, artigo de pesquisadores brasileiros investigou ferramentas mais precisas para evitar o sub-diagnóstico de metástases linfonodais cervicais do carcinoma papilífero de tireoide.

O estudo mostrou que utilizando o exame Linfocintilografia com SPECT/CT (Single-photon emission computed tomography) para Pesquisa de Linfonodo Sentinela, seguido de uma Biópsia Radioguiada desse linfonodo sentinela é possível detectar metástases linfonodais ocultas aos métodos convencionais de imagem. 

A pesquisa avaliou 42 pacientes com carcinoma papilífero de tireoide menores que 1 cm e sem suspeita de metástases linfonodais cervicais, que foram submetidos a Linfocintilografia com SPECT/CT para Pesquisa de Linfonodo Sentinela, seguidos de biópsia radioguiada.

Ao final do estudo, os pesquisadores identificaram metástases ocultas em 46% dos pacientes, que passariam despercebidas se eles fossem submetidos apenas à avaliação clínica e ultrassom. Mais do que isso, a utilização desse exame levou a uma alteração na conduta terapêutica de 38% dos pacientes e identificou metástases linfonodais em regiões cervicais inesperadas em 18% dos pacientes.

Segundo a médica nuclear Profa. Dra. Elba Etchebehere, principal autora do estudo e Diretora do Serviço de Medicina Nuclear da MND Campinas, esse exame torna mais preciso o estadiamento oncológico e enriquece os tratamentos clínico e cirúrgico de pacientes com câncer papilífero de tireóide.

Link para o estudo:

Molecular Imaging Agents in Medicine - February 13th to 15th, 2017


The Medical Imaging Center of the University Medical Center Groningen, consisting of the Departments of Nuclear Medicine & Molecular Imaging and Radiology,  cordially invites you to join the International Symposium “Molecular Imaging Agents in Medicine” to be held in Groningen, the Netherlands, on February 13th to 15th, 2017 and the Post Congress “Photopharmacology” on February 16th, 2017.

Issues addressed during this symposium are:
1.       For chemists, pharmacists and biologists: the present state-of-the-art of molecular imaging agents, work-in-progress and future developments.
2.       And for medical specialists: the benefit to clinic and/or research from the developments in a wide range of molecular imaging agents as an add-on to state-of-the-art (hybrid) preclinical and clinical imaging facilities.

HIGHLIGHTS
1.                  An international panel of experts from different fields in clinic research (imaging special­ists, clinicians, biologists, chemists, pharmacists) will discuss recent developments and future perspectives.
2.                  The Wijnberg and Vaalburg Lectures will honor pioneers in the field.
3.                  Poster sessions allowing all participants to present recent work with 3 prizes by an inde­pendent committee.
4.                  The symposium will be followed by a post-congress on “Photopharmacology”, which can be attended free of charge.
5.                  An exhibition will allow interaction with representatives of leading industries in the field.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Termina a greve dos servidores do Ipen

Acabou a paralisação de técnicos do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) responsáveis pela produção de radiofármacos após reunião com representantes do Ministério do Planejamento realizada em 26 de julho. O erro de redação que cortava 40% da gratificação dos servidores será revisto.
Em contato com o superintendente do Ipen, José Carlos Bressiani, ele reiterou que, apesar da greve, o Instituto conseguiu entregar praticamente todos os pedidos, alguns com um dia de atraso,  em função de remanejamento de funcionários de outros setores.
Ouça também entrevista cedida à CBN: http://migre.me/usmDF

terça-feira, 26 de julho de 2016

Ipen interrompe fornecimento substância usada em exames

Flúor é um radioisótopo utilizado como matéria prima em exames que diagnosticam câncer, linfomas, doenças cardiovasculares


Devido à paralisação dos funcionários do Instituto de Pesquisas Energéticas Nucleares (IPEN), foi interrompido no Brasil o fornecimento da substância conhecida como “Fluor-18”, um radioisótopo utilizado como matéria-prima em exames que diagnosticam câncer, linfomas, doenças cardiovasculares, entre outros.

Em entrevista ao Revista Brasil, o presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear (SBMN) e médico nuclear, Cláudio Tinoco, esclarece o que é medicina nuclear e explica que o acesso ao Fluor-18 é essencial nos diagnósticos de cânceres.

Cláudio Tinoco informa que principal fornecedor desses isótopos no Brasil é o IPEN, um órgão federal, ligado a Comissão Nacional de Energia Nuclear, e que devido as crises econômicas e as várias greves que os servidores do IPEN têm realizado, a falta de fornecimento da matéria prima é muito preocupante.

“A cada ano são realizados de 1 milhão e meio a 2 milhões de procedimentos de medicina nuclear no Brasil. Os exames são essenciais para detectar diversas doenças, entre elas, cânceres, doenças cardiovasculares, cintilografia óssea, cardíacas, cerebrais, renais, o pet scan e vários outros”, acrescenta.

Entenda o assunto ouvindo a entrevista na íntegra no player acima.

O Revista Brasil é uma produção das Rádios EBC e vai ao ar, de segunda a sábado, às 8h, na Rádio Nacional AM Brasília. A apresentação é de Valter Lima.