terça-feira, 25 de setembro de 2012

Produção de radiofármacos terá R$ 27 milhões de investimento - Pantanal News

04 de Setembro de 2012

Fonte: Pantanal News

Por Redação Pantanal News/Governo Federal

O Ministério da Saúde está investindo R$ 27 milhões para fortalecer a produção, modernizar e qualificar plantas produtivas do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), de São Paulo, e do Instituto de Engenharia Nuclear (IEN), do Rio de Janeiro. No âmbito do Programa para o Desenvolvimento do Complexo Industrial da Saúde (Procis), o Ipen terá R$ 17,5 milhões e o IEN, R$ 9,5 milhões. O valor total será repassado em duas parcelas programadas para setembro de 2012 e janeiro de 2013, respectivamente, para as instituições do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

O objetivo do acordo é adequar a produção de radioativos, utilizados em medicina nuclear para terapia e diagnóstico em oncologia, neurologia e cardiologia, às Boas Práticas de Fabricação (BPF), instituída pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 2010. Os institutos têm até 2014 para atender a todos os requisitos legais da agência, levando em conta também os de segurança radiológica impostos pelas normas da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen).

A comissão fornece medicamentos radioativos, garantindo a realização anual de 1,5 milhão de procedimentos diagnósticos e terapêuticos em medicina nuclear. São 380 clínicas e hospitais que recebem os produtos no País, totalizando 10 mil pacientes por dia. Estima-se que 30% dos procedimentos são custeados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Estão definidos, na tabela unificada de medicamentos e insumos estratégicos do SUS, quais os procedimentos nucleares custeados, tanto em hospitais públicos quanto nas clínicas privadas especializadas.

Procis

O governo lançou neste ano o Programa de Investimento no Complexo Industrial da Saúde (Procis) que, entre outras medidas de estímulo à produção pública, aumenta em cinco vezes os investimentos em 18 laboratórios públicos nacionais. Serão investidos R$ 270 milhões na infraestrutura e qualificação de mão de obra desses laboratórios. E, nos próximos quatro anos, o investimento será de R$ 2 bilhões, sendo R$ 1 bilhão do governo federal e R$ 1 bilhão de contrapartidas estaduais. É seis vezes mais do que foi investido nos últimos 12 anos. Entre 2000 e 2011, o investimento total do governo foi de R$ 512 milhões. Com essas medidas, a expectativa do governo é reduzir as desigualdades regionais a partir do estímulo ao fortalecimento dos laboratórios em diversas regiões do País.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

ABrASSO-MG


Belo Horizonte, 25 de Agosto de 2012.

Prezado colega,

Durante o III BRADOO que aconteceu em Outubro de 2009, na cidade de Foz do Iguaçu, Paraná, e o IV BRADOO ocorrido em Belo Horizonte em 12-14 de Outubro de 2011, os membros das Sociedades de Especialidade da AMB, envolvidas com os estudos de Osteometabolismo, pertencentes a SBDens, SOBRAO e SOBEMOM, juntaram-se para fortalecer seus esforços científicos, facilitar a captação de verbas para eventos científicos e unificar os meios de comunicação (site, boletim), numa mesma sede administrativa na cidade de São Paulo. A nova Sociedade Interdisciplinar se chama ABrASSO (Associação Brasileira de Avaliação Óssea Osteoporose e Osteometabolismo).
            Isto ocorreu a exemplo da aproximação da IOF e a ISCD com o mesmo objetivo: estreitamento de relações e interesses para a melhoria de suas ações científicas e criação de uma área de atuação em Osteometabologia, com uma correspondente e nova disciplina acadêmica que contribua para a excelência dos profissionais que cuidam da saúde óssea.
De acordo com o novo Estatuto, a ABrASSO elegeu como Presidente o Ginecologista e Densitometrista mineiro Dr. Bruno Muzzi para os anos de 2011 a 2013.
            A ABrASSO deverá ter entidades estaduais que a representem e a fortaleçam, e Minas Gerais criou a ABrASSO-MG. A Diretoria eleita para os anos de 2012 e 2013 é a seguinte: 

Diretoria da ABrASSO-MG - 2012/2013

Presidente: Maria Marta Sarquis Soares
Vice Presidente: Bruna Coelho Galvão Marinho
Diretoria Financeira: Bernardo Freire de Melo, Olivio Brito Malheiro
Diretoria Científica:
Congressos: Juliana Beaudette Drummond, Rita de Cássia Correa Miguel, Cláudia Lopes Santoro Neiva
Cursos / Site / Informativo: Adriana Maria Kakehasi, Angélica Maria França Paiva Tibúrcio, Caio Moreira
Conselho Consultivo:
Adelaide Rodrigues
Lucas Viana Machado
Sergio Ricardo Gonçalves Freire 
Victor Eurípedes Barbosa
Diretoria de Especialidades:
            Densitometria - Carlyle Barral
Endocrinologia - Eduardo Pimentel Dias
Fisiatria - Cláudia Fonseca
Geriatria - Juliana Montijo Vasques
Ginecologia - Francisco Otávio Coelho e Melo
Ortopedia - Sergio Drumond Filho
Reumatologia - Gustavo Lamego Barros Costa

            Gostaríamos de convidá-lo para participar das próximas reuniões científicas que deverão acontecer na Faculdade de Medicina da UFMG - Sala 193, de 19 às 20 horas, quando discutiremos artigos científicos, casos clínicos e qualquer assunto de interesse do osteometabolismo. As reuniões são abertas e as pautas flexíveis, portanto, aceitamos sugestões. Em cada reunião discutiremos artigos científicos e casos clínicos reais. Se você tiver algum caso clínico interessante ou desafiador, leve para discutirmos juntos e ouvirmos opiniões de colegas de várias especialidades. As próximas três reuniões estão marcadas:

27 de setembro – artigos relacionados ao tema “osteoartrite e ranelato de estrôncio”.
25 de outubro – tema em aberto
22 de novembro – tema em aberto

            Estamos planejando evento comemorativo ao Dia Nacional e Mundial da Osteoporose, 20 de outubro. Aguardem!          
       Contamos com sua presença e valiosa participação em todos os evento da ABrASSO-MG
           
Atenciosamente,

Maria Marta Sarquis Soares
Bruna Coelho Galvão Marinho
Pela ABrASSO-MG

Livro PET e PET/CT concorre ao Prêmio Jabuti

Prêmio Jabuti 

O livro PET e PET/CT em Oncologia, da Editora Atheneu, que tem como editores os doutores Celso Darío Ramos, atual presidente da SBMN, e José Soares Junior, presidente anterior da Sociedade, foi selecionado entre os dez finalistas de sua categoria na primeira fase e está concorrendo na segunda e última fase do Prêmio Jabuti, o mais tradicional prêmio do livro no Brasil. 

Curso de Tomografia Aplicada a PET/CT Módulo Tórax

Salvador 

No dia 14 de outubro de 2012, das 8h30 às 12h30, em Salvador (BA), na sequência do Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear, acontece o Curso Tomografia Aplicada a PET/CT Módulo Tórax, coordenado pela Dra. Giovanna Carvalho, que está muito motivada e preparou material especialmente didático para o ensino de Tomografia Computadorizada para médicos nucleares. Uma oportunidade única. Aproveite. Informações no site www.sbbmn.org.br/congresso.

Projetos da AIEA na Internet

On-line

Em outubro começam dois projetos vinculados ao programa da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), para fortalecimento do PET/CT e SPECT/CT na América Latina. Um é o treinamento PET/CT para médicos. A AIEA concederá bolsas para inscrição no sistema de educação continuada "Diagnostic CT and PET/CT cases", da Society of Nuclear Medicine. As atividades conduzidas on-line constam de interpretação de achados e discussão de pontos relevantes nas imagens de 100 casos de tomografia e 100 de PET/CT. Para fazer a pré-inscrição, acesse o site www.sbbmn.org.br e posteriormente será contactado para confirmação e orientação adicional. Outro é o treinamento PET/CT e SPECT/CT para tecnólogos. O 1º Curso de Treinamento para Tecnólogos em PET/CT e SPECT/CT (DAT - Digital Assisted Training), que começará no XXVI Congresso de Medicina Nuclear, em Salvador (BA), com previsão de 8 meses para a avaliação final e conclusão. As atividades teóricas serão conduzidas on-line, com material de estudo e provas a cada módulo, mas é também necessária inscrição de um tutor do mesmo serviço do aluno para suporte local, além da orientação de atividades práticas a serem realizadas no próprio serviço.
Para realizar o curso é necessário comparecer à atividade introdutória com as doutoras Margarita Nunez e Solange Nogueira, realizada durante o congresso, no sábado, dia 13 de outubro, com 15 vagas. Os interessados devem se inscrever no site www.sbmn.org.br, preencher formulário e informar idioma de preferência, nome do tutor (1 tutor para, no máximo, 2 alunos) e, se o responsável técnico do serviço está de acordo com a inscrição do aluno e seu tutor no curso DAT. 

Assembleia Geral: estatuto, eleição da diretoria, escolha da cidade-sede para 2014

Salvador 

No dia 12 de outubro de 2012, às 17h30, na sala A, durante o XXVI Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear, em Salvador (BA), será realizada a Assembleia Geral, quando diretoria e sócios da SBMN discutirão alteração no estatuto, eleição de diretoria e da próxima sede do Congresso. O Dr. Celso Darío Ramos, presidente da SBMN, lembra que as cidades candidatas a sede do Congresso podem fazer campanha, o que inclui 5 minutos de apresentação durante a assembleia, distribuição de brindes e uso do estande da SBMN, com colocação de banner. Informações no site www.sbbmn.org.br/congresso

IV Curso de Cardiologia Nuclear

Rio de Janeiro 

Nos dias 26 e 27 de outubro de 2012, sexta- feira, das 8 às 18 horas, e sábado, das 8 às 13 horas, no auditório do Hospital Pró-Cardíaco, no Rio de Janeiro (RJ), com coordenação do Dr. Cláudio Tinoco Mesquita, acontece o IV Curso de Cardiologia Nuclear. Informações no site http://www.procardiaco.com.br/EnsinoEPesquisa/Cursos/

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Palestra do Dr. Ernest Garcia

São Paulo 


No dia 17 de setembro de 2012, em São Paulo (SP), a SBMN promoveu a palestra ‘Use of Myocardial Perfusion Imaging for ventricular synchronism assessment to guide cardiac resynchronization therapy’, ministrada pelo Dr. Ernest Garcia (foto), diretor professor de Radiologia, do Nuclear Cardiology R&D, nos Estados Unidos. 

Curso de Tomografia Aplicada a PET/CT Módulo Tórax

Salvador 

No dia 14 de outubro de 2012, das 8h30 às 12h30, em Salvador (BA), na sequência do Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear, acontece o Curso Tomografia Aplicada a PET/CT Módulo Tórax, coordenado pela Dra. Giovanna Carvalho, que está muito motivada e preparou material especialmente didático para o ensino de Tomografia Computadorizada para médicos nucleares. Uma oportunidade única. Aproveite. Informações no site www.sbbmn.org.br/congresso.

Projetos da AIEA na Internet

On-line

Em outubro começam dois projetos vinculados ao programa da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), para fortalecimento do PET/CT e SPECT/CT na América Latina. Um é o treinamento PET/CT para médicos. A AIEA concederá bolsas para inscrição no sistema de educação continuada
"Diagnostic CT and PET/CT cases", da Society of Nuclear Medicine. As atividades conduzidas on-line constam de interpretação de achados e discussão de pontos relevantes nas imagens de 100 casos de tomografia e 100 de PET/CT. Para fazer a pré-inscrição, acesse o site www.sbbmn.org.br e posteriormente será contactado para confirmação e orientação adicional. Outro é o treinamento PET/CT e SPECT/CT para tecnólogos. O 1º Curso de Treinamento para Tecnólogos em PET/CT e SPECT/CT (DAT - Digital Assisted Training), que começará no XXVI Congresso de Medicina Nuclear, em Salvador (BA), com previsão de 8 meses para a avaliação final e conclusão. As atividades teóricas serão conduzidas on-line, com material de estudo e provas a cada módulo, mas é também necessária inscrição de um tutor do mesmo serviço do aluno para suporte local, além da orientação de atividades práticas a serem realizadas no próprio serviço.
Para realizar o curso é necessário comparecer à atividade introdutória com as doutoras Margarita Nunez e Solange Nogueira, realizada durante o congresso, no sábado, dia 13 de outubro, com 15 vagas. Os interessados devem se inscrever no site www.sbmn.org.br, preencher formulário e informar idioma de preferência, nome do tutor (1 tutor para, no máximo, 2 alunos) e, se o responsável técnico do serviço está de acordo com a inscrição do aluno e seu tutor no curso DAT. 

Assembleia Geral: estatuto, eleição da diretoria, escolha da cidade-sede para 2014

Salvador 

No dia 12 de outubro de 2012, às 17h30, na sala A, durante o XXVI Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear, em Salvador (BA), será realizada a Assembleia Geral, quando diretoria e sócios da SBMN discutirão alteração no estatuto, eleição de diretoria e da próxima sede do Congresso. O Dr. Celso Darío Ramos, presidente da SBMN, lembra que as cidades candidatas a sede do Congresso podem fazer campanha, o que inclui 5 minutos de apresentação durante a assembleia, distribuição de brindes e uso do estande da SBMN, com colocação de banner. Informações no site www.sbbmn.org.br/congresso

IV Curso de Cardiologia Nuclear

Rio de Janeiro 

Nos dias 26 e 27 de outubro de 2012, sexta- feira, das 8 às 18 horas, e sábado, das 8 às 13 horas, no auditório do Hospital Pró-Cardíaco, no Rio de Janeiro (RJ), com coordenação do Dr. Cláudio Tinoco Mesquita, acontece o IV Curso de Cardiologia Nuclear. Informações no site http://www.procardiaco.com.br/EnsinoEPesquisa/Cursos/

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Curso no Rio de Janeiro sobre Insuficiência Cardíaca

Rio de Janeiro

No dia 12 de setembro de 2012, no Hospital Pró-Cardíaco, no Rio de Janeiro (RJ), às 18 horas, acontece evento sobre Insuficiência Cardíaca e técnicas nucleares. Parte de projeto aceito pela Agência Internacional de Energia Atômica, visa promover o uso apropriado de técnicas de Medicina Nuclear em pacientes com insuficiência cardíaca, com ênfase na Doença de Chagas. Aberto a médicos nucleares, cardiologistas, acadêmicos e pesquisadores do tema. Informações em http://www.procardiaco.com.br/

Convite - Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear

São Paulo 

 No dia 17 de setembro de 2012, às 20 horas, no hotel Golden Tulip Paulista Plaza (Alameda Santos, 85), em São Paulo (SP), a SBMN promove a palestra ‘Use of Myocardial Perfusion Imaging for ventricular synchronism assessment to guide cardiac resynchronization therapy’, ministrada pelo Dr. Ernest Garcia, diretor professor de Radiologia, do Nuclear Cardiology R&D, nos Estados Unidos. A palestra será apresentada em Inglês e não haverá tradução simultânea. Vagas limitadas. Inscrições gratuitas no site www.sbbmn.org.br

Crescimento da Medicina Nuclear no Brasil

Medicina Nuclear


No dia 5 de setembro, em São Paulo, a diretoria da SBMN se reuniu com representantes da indústria de equipamentos, de radiofármacos e de entidades para discutir como contribuir para a evolução da Medicina Nuclear brasileira. 

SBMN recomenda o Curso de Tomografia Aplicada a PET/CT Módulo Tórax

Salvador 

No dia 14 de outubro de 2012, das 8h30 às 12h30, em Salvador (BA), na sequência do Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear, acontece o Curso Tomografia Aplicada a PET/CT Módulo Tórax, coordenado pela Dra. Giovanna Carvalho, que está muito motivada e preparou material especialmente didático para o ensino de Tomografia Computadorizada para médicos nucleares. Uma oportunidade única. Aproveite. Informações no site www.sbbmn.org.br/congresso

Projetos da AIEA on-line

Internet 

Em outubro começam dois projetos vinculados ao programa da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), para fortalecimento do PET/CT e SPECT/CT na América Latina. Um é o treinamento PET/CT para médicos. A AIEA concederá bolsas para inscrição no sistema de educação continuada "Diagnostic CT and PET/CT cases", da Society of Nuclear Medicine. As atividades conduzidas on-line constam de interpretação de achados e discussão de pontos relevantes nas imagens de 100 casos de tomografia e 100 de PET/CT. Para fazer a pré-inscrição, acesse o site www.sbbmn.org.br e posteriormente será contactado para confirmação e orientação adicional. Outro é o treinamento PET/CT e SPECT/CT para tecnólogos. O 1º Curso de Treinamento para Tecnólogos em PET/CT e SPECT/CT (DAT - Digital Assisted Training), que começará no XXVI Congresso de Medicina Nuclear, em Salvador (BA), com previsão de 8 meses para a avaliação final e conclusão. As atividades teóricas serão conduzidas on-line, com material de estudo e provas a cada módulo, mas é também necessária inscrição de um tutor do mesmo serviço do aluno para suporte local, além da orientação de atividades práticas a serem realizadas no próprio serviço.

Para realizar o curso é necessário comparecer à atividade introdutória com as doutoras Margarita Nunez e Solange Nogueira, realizada durante o congresso, no sábado, dia 13 de outubro, com 15 vagas. Os interessados devem se inscrever no site www.sbmn.org.br, preencher formulário e informar idioma de preferência, nome do tutor (1 tutor para, no máximo, 2 alunos) e, se o responsável técnico do serviço está de acordo com a inscrição do aluno e seu tutor no curso DAT. 

Assembleia Geral: estatuto, eleição da diretoria, escolha da cidade-sede para 2014

Salvador 

No dia 12 de outubro de 2012, às 17h30, na sala A, durante o XXVI Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear, em Salvador (BA), será realizada a Assembleia Geral, quando diretoria e sócios da SBMN discutirão alteração no estatuto, eleição de diretoria e da próxima sede do Congresso. O Dr. Celso Darío Ramos, presidente da SBMN, lembra que as cidades candidatas a sede do Congresso podem fazer campanha, o que inclui 5 minutos de apresentação durante a assembleia, distribuição de brindes e uso do estande da SBMN, com colocação de banner. Informações no site www.sbbmn.org.br/congresso

IV Curso de Cardiologia Nuclear

Rio de Janeiro 

Nos dias 26 e 27 de outubro de 2012, sexta- feira, das 8 às 18 horas, e sábado, das 8 às 13 horas, no auditório do Hospital Pró-Cardíaco, no Rio de Janeiro (RJ), com coordenação do Dr. Cláudio Tinoco Mesquita, acontece o IV Curso de Cardiologia Nuclear. Informações no site http://www.procardiaco.com.br/EnsinoEPesquisa/Cursos/

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Imagem da Semana volta com casos inéditos

Publicado em Extensão

O projeto Imagem da Semana, que apresenta exames de imagem para que o internauta descubra o diagnóstico e depois propõe a discussão sobre o caso clínico, retorna nesta segunda-feira, 3 de setembro, com casos inéditos e outras novidades.

Agora, o conteúdo será traduzido também para o inglês. O objetivo, segundo a equipe responsável pela iniciativa, é atrair estudantes de Medicina do mundo inteiro para o site, divulgar os trabalhos da Faculdade de Medicina da UFMG, além de treinar o segundo idioma dos estudantes brasileiros.

Novas mudanças poderão ainda ser percebidas na disposição do conteúdo, com o intuito de tornar o acesso mais interativo e aumentar a participação do público. Agora é possível ler e fazer os comentários diretamente na página dos casos.  Nos próximos dias, o site passará por outras atualizações.

Edital

A outra novidade é abertura de dez vagas para bolsistas, estudantes de Medicina da UFMG do 6º ao 9º período (Leia o edital). Os selecionados poderão desenvolver casos para o site do projeto, aprofundar seus estudos em variadas doenças abordadas, ter contato com diferentes médicos especialistas, treinar habilidades de escrita científica, participar da publicação de casos na Revista Médica de Minas Gerais, dentre outras atividades.

O estudante de Medicina Glauber Coutinho relata a importância da experiência para sua formação. “O Imagem da Semana oferece oportunidade de ensino à distância, de forma didática, interativa e estimulante ao aprendizado. Através dos casos e de suas discussões, amplia os conhecimentos médicos e estimula o raciocínio clínico”, conta.

 

Imagem da Semana - Faculdade de Medicina da UFMG

O projeto Imagem da Semana foi idealizado pela Profa. Viviane Parisotto (Medicina Nuclear) e o acadêmico Manuel Schutze (Liga de Telessaúde da UFMG). Foi desenvolvido ao longo do primeiro semestre de 2010 com o apoio do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Medicina Molecular (INCT-MM), dos acadêmicos Marcos Guimarães Silva e Marianna Amaral, além de vários professores e médicos da Faculdade de Medicina da UFMG. O site foi lançado em agosto de 2010 e segue os moldes do Image Challenge, do New England Journal of Medicine, disponível no endereço image-challenge.nejm.org. A partir de Janeiro de 2011, o Imagem da Semana é um projeto de extensão apoiado pela Pró-Reitoria de Extensão da UFMG.
Seguindo alguns dos princípios do PBL (Problem Based Learning), o Imagem da Semana visa apresentar problemas práticos que desenvolvem no visitante o raciocínio clínico e a habilidade de estudo individual. Assim sendo, o projeto tem o intuito de complementar o ensino das disciplinas da área de imagem ministradas na Faculdade, além de servir como fonte de estudo e atualização para a comunidade acadêmica. Todos os casos publicados são casos reais, vivenciados por professores, médicos e acadêmicos na sua prática diária. O acesso ao site é aberto, ou seja, qualquer usuário na internet pode visitar o Imagem da Semana e responder aos casos.

Coordenadora: Profa. Viviane Santuari Parisotto
Co-Orientadores: Prof. Cássio Ibiapina (Pediatria), Profa. Fabiana Paiva (Radiologia), Profa. Luciana Dias Moretzsohn (Clínica Médica), Profa. Sandra Monetti Dumont Sanches (Medicina Nuclear), Dra. Hérika Martins (Médica Nuclear HC-UFMG) e Gilberto Boaventura Carvalho (Coordenador da Assessoria de Comunicação Social da FM-UFMG)
Comissão de seleção de casos para publicação na RMMG: Prof. Andy Petroianu. Prof. Carlos Simal, Prof. Enio Leão e Prof. João Gabriel
Acadêmicos/monitores: Bruno Freitas Lage, Fabiana Resende Pereira, Glauber Coutinho Eliazar, Manuel Schutze, Marcos Guimarães Silva, Nikole Albuquerque e Rafael Mattos Tavares
Webdesigner: Ana Lúcia Chagas Morais (Assessoria de Comunicação Social da FM-UFMG)
Apoio: Prof. Francisco Penna e Prof. Tarcizo Nunes (Diretoria da FM-UFMG), Pró-Reitoria de Extensão da UFMG e Assessoria de Comunicação Social da FM-UFMG

A participação com casos é aberta à comunidade acadêmica e o envio de casos para o site é encorajado!

Assinatura de acordo na área de saúde e anúncio de investimentos marcam 56 anos do Ipen

31 de Agosto de 2012

Durante a solenidade comemorativa pelos 56 anos de fundação do Ipen, no último dia 31 de agosto, em São Paulo, foi assinado um acordo para para melhorias na infraestrutura da produção de radiofármacos do Ipen e do Instituto de Engenharia Nuclear (IEN), ambos institutos ligados à Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN). Também foram destacados investimentos, assegurados pelos governos federal e estadual para os próximos anos, que contemplarão projetos como o Reator Multipropósito Brasileiro (RMB). O evento contou com a presença dos Ministros de Ciência, Tecnologia e Inovação Marco Antonio Raupp e da Saúde, Alexandre Padilha, do Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, do presidente da CNEN, Angelo Fernando Padilha, do superintendente do Ipen, Nilson Dias Vieira Junior, entre outras autoridades, dirigentes e gestores de instituições científicas.

E. R. Paiva
Cerimônia marcou assinatura de acordo entre Ministério da Saúde e de Ciência, Tecnologia e Inovação
 
O RMB é um projeto de grande importância nacional que vai garantir autossuficiência na produção de radiofármacos, importantes para diagnóstico e terapia de diversas doenças em áreas como cardiologia, oncologia, neurologia, reforçou Vieira Junior. “Apesar de de dipormos de uma radiofarmácia de grande porte, ainda precisamos elevar em quase três vezes esse atendimento à sociedade brasileira”, enfatizou. O gestor frisou que o acordo assinado no âmbito do Programa para o Desenvolvimento do Complexo Industrial da Saúde (Procis), com investimento no Ipen de R$ 17,4 milhões para a área de radiofarmácia, se destina ao processo de adequação às normas da Anvisa.

Ao anunciar os R$ 27 milhões para as unidades de produção de radiofármacos no Ipen e no IEN, o ministro da Saúde afirmou que o intuito não é apenas adequar ao padrão da Anvisa, mas ao padrão internacional. “Além de atender o mercado nacional podemos disputar o mercado global. O Brasil aposta no potencial do conhecimento, da inovação, para geração de riquezas”, completou.

Vieira Junior reiterou ainda a importância do convênio assinado em maio deste ano entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, o Ipen e a CNEN, com a interveniência do MCTI e da USP, que disciplina a utilização, gestão e gerenciamento de bens e instalações do Ipen pela CNEN. Pelo acordo, os investimentos estaduais no instituto nos próximos 25 anos totalizam R$ 18,8 bilhões. Com isso, fica assegurada a continuidade de mais de 190 linhas de pesquisa estabelecidas no plano de trabalho institucional.

O governador Alckmin lembrou que a Argentina, menor que o Estado de São Paulo, produz radioisótopos há décadas, e que o Brasil ainda depende da importação dos radioisótopos, especialmente o molibdênio-99. Este radioisótopo é empregado na fabricação dos geradores de tecnécio, radiofármaco utilizado em mais de 80% dos exames de medicina nuclear. Alckmin afirmou que o desafio é dar o próximo passo. “Através do reator multipropósito devemos produzir molibdênio, que custa 200 milhões de dólares uma grama do produto”. A parceria do governo federal junto com o governo do Estado permitirá a construção do RMB em Iperó, no interior paulista.

O empreendimento RMB tem duração prevista de 6 anos a partir do início de sua construção. O custo total estimado é de US$ 500 milhões, sendo que já foram alocados 50 milhões de reais para o projeto básico, com 30 milhões de reais efetivamente sendo executados e 20 milhões em licitação. Há 400 milhões de reais previsto no Plano Plurianual do Governo. Nesta fase inicial do empreendimento o Estado de São Paulo cederá até o final do ano um terreno com valor previsto de R$ 5 milhões.

Em seu discurso, o presidente da CNEN Ângelo Padilha fez uma análise sob uma perspectiva histórica do desenvolvimento da área nuclear, que ele qualificou de recente mas de muito sucesso. Para o dirigente, áreas como a indústria aeroespacial, de petróleo e de alimentos devem ser exaltadas, “mas não incluir a tecnologia nuclear no rol de exemplos de sucesso do país é uma grande injustiça”.

O ministro Raupp parabenizou a instituição, reforçando a importância das parcerias históricas do Ipen, entre os governos Federal e Estadual, com a Marinha e com a Universidade. E afirmou que outra “parceria de suma importância firmada pelo Ipen é com a sociedade”. Parabenizou ainda a dedicação dos 21 pesquisadores homenageados na solenidade – servidores aposentados do Ipen que prestam serviços como pesquisadores voluntários na instituição - e todos os colaboradores do instituto.

O Ipen é uma autarquia estadual gerenciada técnica, administrativa e financeiramente pela Comissão Nacional de Energia Nuclear. É associada à Universidade de São Paulo para fins de pós-graduação, no programa Tecnologia Nuclear, avaliado com nota 6, conceito de excelência internacional. Em agosto deste ano foi atingida a marca de 2.000 títulos de mestrado e doutorado outorgados.

 

Ipen completa 56 anos de fundação

 29 de Agosto de 2012

 
Durante a solenidade, será assinado convênio com Ministério da Saúde, que traz investimentos para radiofarmácia. Presença do governador Alckmin reitera parceria com o Estado de São Paulo

O Ipen realiza solenidade comemorativa pelos seus 56 anos de fundação, no próximo dia 31 de agosto, às 14 horas, no auditório Rômulo Ribeiro Pieroni, em São Paulo. Na ocasião, será assinado um acordo de cooperação e assistência técnica entre o Ministério da Saúde e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, para fortalecer a produção, modernizar e qualificar as plantas produtivas do Ipen e do IEN, institutos de pesquisa ligados à Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN). Participam da solenidade o Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, o Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, o presidente da CNEN, Angelo Fernando Padilha, o superintendente do Ipen, Nilson Dias Vieira Junior, entre outras autoridades, dirigentes e gestores de instituições científicas.

O evento reforça ainda a assinatura de um convênio - ocorrida em 31 de maio deste ano - entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, o Ipen e a CNEN, com a interveniência do MCTI e da USP, que disciplina a utilização, gestão e gerenciamento de bens e instalações do Ipen pela CNEN. Pelo acordo, os investimentos estaduais no instituto nos próximos 25 anos totalizam R$ 18,8 bilhões. Com isso, fica assegurada a continuidade de mais de 190 linhas de pesquisa estabelecidas no plano de trabalho institucional.

"O Ipen agradece a confiança dos mandatários na instituição e assume a responsabilidade de fazer jus a este investimento para a sociedade brasileira", salienta o superintendente Nilson Vieira. Ele reforçou a importância do convênio como apoio técnico ao empreendimento do Reator Multipropósito Brasileiro, "um dos mais importantes projetos do MCTI e fundamental para a independência brasileira na produção de radiofármacos", que atendem 10 mil pacientes por dia ou 3 milhões de procedimentos médicos por ano. O gestor destacou ainda a operação do reator IEA-R1 a sua potência máxima de projeto, de 5 megaWatt, e a produção no instituto do 100º elemento combustível para reator de pesquisa. Outro importante resultado foi obtido na atividade de formação de recursos humanos, que em agosto completou 2.000 títulos de mestrado e doutorado outorgados, como prova da importância do instituto no cenário científico e tecnológico nacional.

Já o investimento do Ministério da Saúde será feito nos próximos dois anos e tem como objetivo adequação da infraestrutura da produção de radiofármacos às normas recentes da Anvisa. Até 2014 toda a área passará por adequações, para atender todos os requisitos legais da Anvisa, estabelecidos no final de 2009. O instituto ministrou cursos de capacitação para a Agência e para vigilâncias estaduais, a fim de auxiliar na elaboração desta legislação. Após os dois anos, além da estrutura mais adequada, a radiofarmácia terá equipamentos mais modernos.

O acordo é realizado no âmbito do Programa para o Desenvolvimento do Complexo Industrial da Saúde (Procis), com investimento no Ipen de R$ 17,4 milhões, para a área de radiofarmácia, onde são produzidos elementos radioativos utilizados em medicina nuclear para terapia e diagnóstico em várias áreas, como oncologia, neurologia, cardiologia, entre outras. Também são desenvolvidas pesquisas visando a obtenção de novos radiofármacos e radioisótopos, em parceria com a classe médica.

Durante a solenidade serão homenageados também 21 servidores aposentados do Ipen que prestam serviços como pesquisadores voluntários na instituição.

O Ipen é uma autarquia estadual gerenciada técnica, administrativa e financeiramente pela Comissão Nacional de Energia Nuclear. É associada à Universidade de São Paulo para fins de pós-graduação, no programa Tecnologia Nuclear.

Radiofarmácia

"A medicina nuclear brasileira é em grande parte abastecida pelos produtos do Ipen, com um amplo alcance social", destaca João Alberto Osso Junior, gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da Radiofarmácia. O produto de maior utilização, o tecnécio-99m, distribuído na forma de gerador e empregado em mais de 80% dos procedimentos de medicina nuclear, tem crescimento de cerca de 7% ao ano. Dos radiofármacos de tecnécio, destacam-se o MDP e o MIBI, para diagnóstico ósseo e cardíaco, respectivamente. Depois do tecnécio, o de maior alcance é o iodo-131, na forma de iodeto, para diagnóstico e terapia de disfunções da tireóide.

São 380 clínicas e hospitais que recebem os produtos fabricados no Ipen, dos quais 30 são da rede pública. Entretanto, vários desses centros médicos também atendem pacientes pelo Sistema Único de Saúde. No total, estima-se que 30% dos procedimentos ocorrem pelo SUS.


Semana de Ciência e Tecnologia do Ipen terá homenagem a pesquisadores voluntários


 

O Ipen realiza solenidade comemorativa pelos 56 anos de fundação do instituto, no próximo dia 31 de agosto, às 14 horas, no auditório Rômulo Ribeiro Pieroni, em São Paulo. Na ocasião, será assinado um acordo de cooperação e assistência técnica entre o Ministério da Saúde e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, para fortalecer a produção, modernizar e qualificar as plantas produtivas do Ipen e do IEN, institutos de pesquisa ligados à Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN). Participam da solenidade o Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, o Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, o presidente da CNEN, Angelo Fernando Padilha, o superintendente do Ipen Nilson Dias Vieira Junior, entre outras autoridades.

Também serão homenageados na solenidade 21 servidores aposentados do Ipen que prestam serviço como voluntários na instituição. Tratam-se de pesquisadores que exercem atividades nas unidades de pesquisa do instituto.

Homenageados

Adélia Sahyun (Gerência de Radioproteção - GRP)
Arlindo Gilson Mendonça (Centro de Engenharia Nuclear - CEN)
Carlos Benedicto Ramos Parente (Centro do Reator de Pesquisa - CRPq)
Eddy S. Pino (Centro de Tecnologia das Radiações - CTR)
Elisabete Jorge Pessine (Centro de Ciência e Tecnologia dos Materiais CCTM)
Franciso Ambrózio Filho (CCTM)
Gian-Maria Agostino Angelo Sordi (GRP)
José Roberto Rogero (Centro de Química e Meio Ambiente - CQMA)
Kayo Okazaki (Centro de Biotecnologia - CB)
Maria Teresa de C. Pinto Ribela (CB)
Mitiko Saiki (CRPq)
Mitiko Yamaura (CQMA)
Nanami Kosaka (CEN)
Nélida Lúcia Del Mastro (CTR)
Olga Zazuco Higa (CB)
Rajendra Narain Saxena (CRPq)
Rinaldo Fuga (CEN)
Sizue Ota Rogero (CQMA)
Spero Penha Morato (CB)
Wageeh Sidrak Bassel (CEN) e
Waldemar Alfredo Monteiro (CCTM)

Informações: Assessoria de Comunicação Institutcional - 11 3133-9092, 9095 - e-mail: pergunta@ipen.br

Apoio:


Link original: http://www.ipen.br/sitio/?idc=12093


Lista tríplice para escolha do superintendente do Ipen

17 de Agosto de 2012

O Ipen inicia o processo de escolha de seu superintendente, para os próximos quatro anos. Podem se candidatar ao cargo pesquisadores ou tecnologistas brasileiros ou naturalizados, que possuam o título de doutor, com competência profissional reconhecida na área nuclear ou em áreas correlatas, visibilidade junto à comunidade científica e tecnológica, experiência comprovada em gestão de projetos de C&T, entre outros requisitos.

Os candidatos devem apresentar carta ao Presidente do Conselho Superior do Ipen, solicitando a inscrição no processo de seleção ao cargo, currículo atualizado e texto de até cinco páginas descrevendo a sua visão de futuro para o instituto e o seu programa de gestão. A documentação deverá ser entregue em envelope lacrado na Secretaria do Conselho Superior do Ipen (Avenida Prof. Lineu Prestes, 2.242, Prédio da Administração, 4º. Andar,Cidade Universitária, São Paulo/SP – CEP 05508-000). O prazo para apresentação das candidaturas é de 60 dias, a partir de 20 de agosto de 2012.

A seleção dos candidatos será feita mediante análise dos currículos e da documentação disponibilizada, além de entrevista e exposição oral, individual, dos candidatos cujos currículos forem previamente aprovados. Após a seleção, o Conselho Superior irá elaborar a lista tríplice, em ordem de preferência, e a encaminhará para aprovação do Presidente da CNEN e do Reitor da USP. Uma vez aprovada, a lista tríplice é encaminhada ao governador do Estado de São Paulo.

O Ipen é uma autarquia estadual, gerida técnica,administrativa e financeiramente pela Comissão Nacional de Energia Nuclear, órgão do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. É associado à USP para fins de pós-graduação.

Detalhes do processo podem ser obtidos na ata da Sessão Ordinária do Conselho Superior, disponibilizada no site do Ipen.

Governo providencia área em Iperó para construção do primeiro Reator Multipropósito Brasileiro - Portal do Governo do Estado de São Paulo

31 de Agosto de 2012

Fonte: Portal do Governo do Estado de S. Paulo

Anúncio foi feito durante cerimônia de comemoração dos 56 anos do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen)




Guilherme Lara Campos
 Participaram do evento também os ministros da Ciência, Tecnologia e Inovação e da Saúde
  
 O governador Geraldo Alckmin esteve na tarde desta sexta-feira, 31, na comemoração pelos 56 anos do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen). Alckmin reforçou o convênio dos investimentos estaduais no instituto pelos próximos 25 anos, que totalizam R$ 18, 8 milhões.
"O Ipen está completando 56 anos e produz radiofármacos para o Brasil inteiro. Essa é a casa da vida, porque hoje, na cardiologia, na oncologia e também na nefrologia, a medicina nuclear é essencial no diagnóstico e na terapia."
Na ocasião, o governador disse que o governo está desapropriando uma área no município de Iperó para lá sediar o projeto do primeiro Reator Multipropósito Brasileiro, fruto de um convênio entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, o Ipen e a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).
O objetivo é diminuir a dependência brasileira do radioisótopo, insumo utilizado na medicina nuclear. "É um grande salto para a população, a ciência, o conhecimento e a tecnologia", afirmou o governador. 

Guilherme Lara Campos
Na ocasião foram entregues homenagens para alguns pesquisadores do Instituto

Assista ao vídeo

Veja outras fotos do evento

Do Portal do Governo do Estado 


MS investe R$ 27 mi na produção de radiofármacos - Portal da Saúde

 31 de Agosto de 2012

Fonte: Portal da Saúde

COMPLEXO INDUSTRIAL

Único produtor público de radiofármacos recebe investimento para adequação da produção de radioativos usados em oncologia, neurologia e cardiologia às normas da ANVISA

Os ministros da Saúde, Alexandre Padilha e da Ciência, Tecnologia e Inovação Marco Antonio Raupp, assinaram nesta sexta-feira (31) acordo para fortalecer a produção, modernizar e qualificar plantas produtivas do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) – em São Paulo - e do Instituto de Engenharia Nuclear (IEN) – no Rio de Janeiro. “Apostas como estas, que o governo federal faz quando associa o Ministério da Saúde e o MCTI, fortalecem a capacidade de produção do nosso país”, destaca o ministro Alexandre Padilha. Ao todo, o Ministério da Saúde está investindo R$ 27 milhões nos dois institutos.

O acordo foi firmando no âmbito do Programa para o Desenvolvimento do Complexo Industrial da Saúde (Procis), com investimento no Ipen - em São Paulo - de R$ 17,5 milhões e R$ 9,5 milhões para o IEN – Rio de Janeiro. O valor total será repassado em duas parcelas programadas para setembro 2012 e janeiro 2013, respectivamente.

Para o ministro, essa rede de apoio à inovação na Saúde é um passo fundamental para os próximos desafios que o Brasil tem pela frente. “Sabermos aproveitar ao máximo o potencial e as singularidades do Brasil podem fazer com que nosso País ocupe espaço importante na geopolítica mundial e no cuidado à saúde”, acredita.

O objetivo do acordo é adequar a produção de radioativos, utilizados em medicina nuclear para terapia e diagnóstico em oncologia, neurologia e cardiologia, às Boas Práticas de Fabricação (BPF), instituída pela Anvisa em 2010. Os institutos têm até 2014 para atender a todos os requisitos legais da agência, levando em conta também os requisitos de segurança radiológica impostos pelas normas da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).

A comissão fornece medicamentos radioativos à classe médica brasileira, garantindo a realização anual de 1,5 milhão de procedimentos diagnósticos e terapêuticos em medicina nuclear. São 380 clínicas e hospitais que recebem os produtos no país, totalizando 10 mil pacientes por dia. Estima-se que 30% dos procedimentos são custeados pelo Sistema Único de Saúde.

Estão definidos na tabela unificada de procedimentos, medicamentos e insumos estratégicos do SUS quais os procedimentos nucleares custeados pelo SUS, tanto em hospitais públicos quanto clínicas privadas especializadas.

Link original: http://www.ipen.br/sitio/?idc=12139

Ipen completa 56 anos com assinatura de acordo entre ministérios

 30 de Agosto de 2012

Fonte: Site MCTI

O Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) comemora 56 anos nesta sexta-feira (31) com solenidade no auditório Rômulo Ribeiro Pieroni, em São Paulo. Na ocasião, será assinado um acordo de cooperação e assistência técnica entre o Ministério da Saúde (MS) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), para fortalecer a produção, modernizar e qualificar as plantas produtivas do Ipen e do Instituto de Engenharia Nuclear (IEN), instituições de pesquisa ligadas à Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen/MCTI).

Participam da cerimônia os ministros da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, e da Saúde, Alexandre Padilha, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o presidente da Cnen, Angelo Padilha, e o superintendente do Ipen, Nilson Dias Vieira Junior, entre outros governantes, dirigentes e gestores de instituições científicas.

O evento marca ainda a assinatura de um convênio entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do estado, o Ipen e a Cnen, com a interveniência do MCTI e da Universidade de São Paulo (USP), que disciplina a utilização, a gestão e o gerenciamento de bens e instalações do Ipen pela Cnen. Pelo acordo, os investimentos estaduais no instituto nos próximos 25 anos totalizam R$ 18,8 bilhões. Com isso, fica assegurada a continuidade de mais de 190 linhas de pesquisa estabelecidas no plano de trabalho institucional.

Vieira Junior reforça a importância do convênio como apoio técnico ao empreendimento do Reator Multipropósito Brasileiro, “um dos mais importantes projetos do MCTI e fundamental para a independência brasileira na produção de radiofármacos”. Trata-se de medicamentos marcados com energia nuclear, que, por essa característica, ganham outras funções.

Adequação

O investimento do Ministério da Saúde será feito nos próximos dois anos e tem como objetivo a adequação da infraestrutura da produção de radiofármacos às normas recentes da Anvisa. Até 2014 toda a área passará por adequações, para atender todos os requisitos legais da agência, estabelecidos no final de 2009.

O acordo é realizado no âmbito do Programa para o Desenvolvimento do Complexo Industrial da Saúde (Procis), com investimento no Ipen de R$ 17,4 milhões, para a área de radiofarmácia, na qual são produzidos elementos radioativos utilizados em medicina nuclear para terapia e diagnóstico em várias áreas, como oncologia, neurologia e cardiologia, entre outras. Também são desenvolvidas pesquisas visando a obtenção de novos radiofármacos e radioisótopos, em parceria com a classe médica.

“A medicina nuclear brasileira é em grande parte abastecida pelos produtos do Ipen, com um amplo alcance social”, destaca João Alberto Osso Junior, gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da Radiofarmácia. São 380 clínicas e hospitais que recebem os produtos fabricados no instituto, totalizando 10 mil pacientes por dia ou 3 milhões de procedimentos médicos por ano. Estima-se que 30% dos procedimentos ocorrem pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O Ipen é uma autarquia estadual gerenciada técnica, administrativa e financeiramente pela Comissão Nacional de Energia Nuclear. É associada à USP para fins de pós-graduação, no programa de tecnologia nuclear. Em agosto, o instituto chegou a 2 mil títulos de mestrado e doutorado outorgados.

Leia mais sobre o evento.