quinta-feira, 30 de maio de 2013

XXVII Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear



British Nuclear Medicine Society Autumn Meeting


Data: 19/09/2013
Programação Científica
Austin court, 80 Cambridge street, Birmingham, B12NP

There will be comprehensive review of hybrid imaging by proeminent experts in the field covering:
PET-CT, PET-MRI and SPECT-CT
in various diseases including Skeletal, Cardiac and Endocrine disease.

Meeting annoucement and call for papers 
Deadline for abstract submission
12 noon, monday 8 July 2013



quarta-feira, 29 de maio de 2013

Medicina Nuclear e Carcinoma Diferenciado de Tireóide


Data: 20/06/2013
Programação Científica
Colégio Brasileiro de Cirurgiões - Rua Visconde Silva, 52 - 3º andar - Botafogo - Rio de Janeiro/RJ

3ª Reunião Científica SBMN - Regional RJ
20 de junho de 2013
19h às 21h

PROGRAMAÇÃO
Aspectos Clínicos Atuais no CDT do Adulto
Rossana Corbo - INCA / UFRJ

Aspectos Clínicos Atuais no CDT da infância e adolescência
Fernanda Valsman - INCA / UFRJ

Papel do SPECT/CT e da Radioiodoterapia no CDT
Luiz Machado - INCA / HSE

Papel do PET/CT no CDT
Michel Carneiro - INCA

Casos Clínicos

terça-feira, 28 de maio de 2013

Rol de Procedimentos da ANS

Os doutores Celso Darío Ramos, Juliano Cerci e Cláudio Tinoco, representando a SBMN, participaram nos dias 7 e 23 de maio de reuniões com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), respectivamente nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, sobre a inclusão de novas indicações para PET-Scan oncológico. Após muitos debates presenciais e por e-mail, foi definido o texto com a proposta das inclusões a serem brevemente colocadas em consulta pública. Nelas estão incluídas novas indicações em situações clínicas específicas dos cânceres de cólon, mama, cabeça e pescoço (inclusive com primário desconhecido), melanoma, esôfago e nódulo pulmonar solitário. Na última reunião, houve a surpresa da inclusão de uma diretriz para a indicação de cintilografia do miocárdio, mas felizmente a SBMN pode revisar essa diretriz, que também será colocada em consulta pública. É fundamental, vital para a especialidade, que todos participem maciçamente dessa consulta.

Link original: http://www.sbmn.org.br/site/secao/visualiza/991

Transporte de radiofármacos

A TAM, transportadora exclusiva de radiofármacos para a maior parte das regiões do país recentemente se recusou a levar material para algumas localidades. A diretoria da SBMN entrou em contato com a ANAC e a CNEN, e o problema foi solucionado. Além disso, preventivamente, a diretoria está iniciando uma discussão com esses órgãos governamentais sobre a importância para o País de ampliar o número de empresas aéreas que realizam esse transporte.

Link original: http://www.sbmn.org.br/site/secao/visualiza/990

Medicina Nuclear em Revista

Está disponível no endereço eletrônico http://rspress.com.br/userfiles/projetos/editorial_236/ a primeira edição da Medicina Nuclear em Revista. Todos os sócios da SBMN devem receber a revista impressa em seu endereço cadastrado de correspondência. Aqueles que não receberam e outros interessados devem enviar e-mail para contato@sbmn.org.br com nome e endereço atualizado.

Link original: http://www.sbmn.org.br/site/secao/visualiza/989

Palestra sobre Energia e Medicina Nuclear no Rio de Janeiro

No dia 10 de junho de 2013, das 12 às 13 horas, no Rio de Janeiro (RJ), a Pós-Graduação em Ciências Cardiovasculares e o Setor de Medicina Nuclear do Serviço de Radiologia do Hospital Universitário Antonio Pedro, da Universidade Federal Fluminense, promoverão a palestra Energia Nuclear e Medicinar Nuclear – Inovação e Competitividade no Brasil, ministrada pelo Dr. Rex Nazaré, diretor de Tecnologia da FAPERJ e ex-presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear. O objetivo é apresentar as perspectivas brasileiras para o uso da energia nuclear e suas aplicações na Medicina, enfatizando aspectos de inovação e competitividade. Informações pelo telefone (21) 2629.9382.

Link original: http://www.sbmn.org.br/site/secao/visualiza/988

XXVII Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear

Entre 9 e 12 de outubro de 2013, em Curitiba (PR), a Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear (SBMN), presidida pelo Dr. Celso Darío Ramos, realiza o XXVII Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear, presidido pelo médico curitibano Juliano Cerci. Espera-se a participação de 500 profissionais da saúde, entre médicos nucleares, biomédicos, tecnólogos, biólogos, físicos, farmacêuticos e químicos, que assistirão palestras, simpósios e mesas-redondas sobre pesquisas, avanços técnicos, diagnóstico e tratamento de doenças. Pela primeira vez, o Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear acontece em conjunto com o congresso do Colégio Brasileiro de Radiologia, celebrando a união das especialidades médicas. Informações no site www.sbmn.org.br.

Link original: http://www.sbmn.org.br/site/secao/visualiza/983

domingo, 26 de maio de 2013

Estágio Optativo para Residentes em Medicina Nuclear


O Setor de Medicina Nuclear do Hospital Universitário Antônio Pedro da Universidade Federal Fluminense, em Niterói (RJ), está selecionando residentes de medicina nuclear que tenham interesse em realizer estágio optativo de 4 semanas no Segundo semestre de 2013.

Energia Nuclear e Medicina Nuclear - Inovação e Competitividade no Brasil


Data: 10/06/2013
Programação Científica
Hospital Universitário Antônio Pedro - UFF

É com orgulho que a Pós-Graduação em Ciências Cardiovasculares e o Setor de Medicina Nuclear do Serviço de Radiologia do Hospital Universitário Antonio Pedro, da Universidade Federal Fluminense, convidam para a Palestra do Dr. Rex Nazaré, Diretor de Tecnologia da Faperj e ex-Presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear.

O objetivo é uma apresentação das perspectivas brasileiras para o uso da energia nuclear e suas aplicações na medicina, enfatizando aspectos de inovação e competitividade.

Gostaríamos de agradecer o apoio da PROPPi, da Faculdade de Medicina da UFF, da Direção do HUAP e, em especial da Dra.Daphine Lima, para realização deste evento.

Todos estão convidados. Peço ajuda para divulgação junto aos colegas das áreas da saúde, área de física e engenharia da UFF, que terão a oportunidade de ouvir uma das maiores autoridades da área nuclear brasileira.


sexta-feira, 24 de maio de 2013

II Simpósio Internacional de Imagem Molecular e Radiofarmácia


Data: 23/08/2013 a 24/08/2013
Programação Científica
Hospital Israelita Albert Einstein, São Paulo
 
Inscrições abertas: II Simpósio Internacional de Imagem Molecular e Radiofarmácia

Hospital Israelita Albert Einstein - 23 e 24 de agosto de 2013

Com o notório avanço tecnológico em Imagem Molecular e Radiofarmácia, este simpósio objetiva atualizar os profissionais da área promovendo um fórum com conceituados palestrantes nacionais e internacionais que discutirão temas emergentes no campo da neurologia, oncologia e terapia. Destacam-se ainda apresentações sobre as perspectivas para o desenvolvimento de novos radiofármacos e realização de estudos científicos nesta área no Brasil.

O programa inclui também um curso teórico-prático pós-simpósio sobre controle de qualidade de radiofármacos e processamento de imagens em radiologia.*

*O curso pós-simpósio requer inscrição separada e possui número limitado de vagas (16 alunos).

PALESTRANTES INTERNACIONAIS
Dr. David J. Schlyer - Brookhaven National Laboratory (EUA)
Dra. Andréa Hawerkamp - Eckert & Ziegler (Alemanha)
Dra. Henia Balter - CUDIM (Uruguai)

mais informações: www.einstein.br/eventos
(11) 2151-1001 Opção: 1

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Mini-Simpósio Duke University - Hospital Pró-Cardíaco


Convidamos todos a participar do Mini-Simpósio Duke University - Hospital Pró-Cardíaco a ser realizado no dia 27 de maio de 2013 das 18h às 21h. O tema é a Multimodalidade de Imagens em Cardiologia: foco no SPECT e PET CT.

PAPEL DA MEDICINA NUCLEAR NA AVALIAÇÃO DO PACIENTE COM DOR TORÁCICA
Gustavo Borges Barbirato, MD.

MULTIMODALIDADE EM CARDIOLOGIA: PAPEL DO SPECT-CT
Claudio Tinoco Mesquita, MD, FACC.

CORONARY ARTERY DISEASE APPLICATIONS OF CARDIAC PET
Salvador Borges-Neto, MD, FACC.

ROLE OF NUCLEAR CARDIOLOGY IN PATIENT MANAGEMENT, GUIDING THERAPY AND IMPROVING OUTCOMES
Salvador Borges-Neto, MD, FACC.

DEBATEDORES:
André Volschan, MD.
Evandro Tinoco Mesquita, MD.
Paulo Dutra, MD, FACC.

Local
CEPRO - Centro de Estudos do Hospital Pró-Cardíaco
Rua General Polidoro 192 Botafogo - RJ

Data: 27 de maio de 2013
Horário: 18h às 21h

Público Alvo:
médicos, enfermeiros, físicos, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, residentes e estudantes.


Vagas limitadas

Informações
(21) 2131-1444 / 1470



segunda-feira, 20 de maio de 2013

SBMN e ANVISA

No dia 15 de maio de 2013, em Brasília (DF), o Dr. Celso Darío Ramos, presidente da SBMN, e Jair Mengatti, diretor de Radiofarmácia do IPEN e coordenador do Departamento de Radiofarmácia da SBMN, se reuniram com o Dr. Luiz Klassmann, diretor adjunto da ANVISA. “A reunião foi boa, informal, esclarecedora, o tempo todo permeada de muita cordialidade e preocupação em desenvolver o segmento Medicina Nuclear no país”, afirma o Dr. Darío que explica: “Apresentamos e protocolamos dois documentos que propõem tornar mais ágil o registro de radiofármacos no país, ampliar a lista dos radiofármacos considerados de "uso consagrado" e também o estabelecimento de um grupo de trabalho para discutir esses assuntos com a participação da SBMN.  Na ocasião, foi entregue um exemplar do periódico "Medicina Nuclear em Revista", publicado pela SBMN, bem recebido pelo Dr. Klassmann em nome da ANVISA.

Medicina Nuclear em Revista

Está disponível no endereço eletrônico http://rspress.com.br/userfiles/projetos/editorial_236/ a primeira edição da revista Medicina Nuclear em Revista. Lançado durante a JPR, nesse veículo de comunicação são divulgados assuntos importantes do dia a dia do profissional que atua na Medicina Nuclear, as mais recentes novidades da especialidade, informações sobre a atuação da diretoria na defesa dos profissionais, as atividades científicas da SBMN e muito mais. O objetivo é fortalecer ainda mais a relação da SBMN com a comunidade médica e com entidades relacionadas à Medicina Nuclear. Todos os sócios da SBMN devem receber a revista impressa em seu endereço cadastrado de correspondência. Aqueles que não receberam e outros interessados devem enviar e-mail para contato@sbmn.org.br com nome e endereço atualizado.

2º Encontro Científico da Regional Rio de Janeiro

No dia 21 de maio de 2013, às 19 horas, no Colégio Brasileiro de Cirurgiões, a Regional Rio de Janeiro da SBMN promove o encontro científico Atualização em Cardiologia – Papel da Medicina Nuclear. A palestra Uso da Medicina Nuclear na Tomada de Decisão em Cardiologia será ministrada pelo Dr. Evandro Tinoco Mesquita e a palestra Cintilografia Miocárdica em 2013: Avanços e Perspectivas, pela Dra. Renata Felix. A Dra. Margarida Camões e residentes da UERJ apresentarão casos clínicos. Os debatedores são os médicos Villela Pedras e Luiz Machado. Inscrições no site www.sbmn.org.br.

Curso Anatomia Topográfica para Métodos Híbridos

Nos dias 24 e 25 de maio de 2013, a SBMN promoverá o Curso Anatomia Topográfica para Métodos Híbridos que visa promover conhecimento para médicos nucleares e residentes em Medicina Nuclear aperfeiçoarem seus laudos em anatomia. O curso é teórico e prático com ênfase na prática oncológica. Os participantes acompanharão as aulas teóricas e executarão laudos em computadores. O curso será ministrado pela Dra. Giovanna de Carvalho, Médica Nuclear com título de especialista pelo CBR, Radiologista com título de especialista pelo CBR, Médica Nuclear do ICESP e Radiologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos e Hospital e Maternidade Sino-brasileiro. Informações e inscrições no site www.sbmn.org.br.

XXVII Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear

Entre 9 e 12 de outubro de 2013, em Curitiba (PR), a Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear (SBMN), presidida pelo Dr. Celso Darío Ramos, realiza o XXVII Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear, presidido pelo médico curitibano Juliano Cerci. Espera-se a participação de 500 profissionais da saúde, entre médicos nucleares, biomédicos, tecnólogos, biólogos, físicos, farmacêuticos e químicos, que assistirão palestras, simpósios e mesas-redondas sobre pesquisas, avanços técnicos, diagnóstico e tratamento de doenças. Pela primeira vez, o Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear acontece em conjunto com o congresso do Colégio Brasileiro de Radiologia, celebrando a união das especialidades médicas. Informações no site www.sbmn.org.br.

domingo, 19 de maio de 2013

I Simpósio Imagem da Semana: A Imagem na Prática Médica


Estão abertas as inscrições para o "I Simpósio Imagem da Semana: A Imagem na Prática Médica", evento do Projeto de Extensão Imagem da Semana, que publica casos clínicos semanalmente no site:www.medicina.ufmg.br/imagemdasemana
O evento ocorrerá nos dias 22, 23 e 24 de maio, no auditório do CETES (6o andar da FM-UFMG) e contará com 16 casos inéditos, com votação instantânea pela plateia por meio de quizpads e discussão por professores da Faculdade de Medicina da UFMG. Testem seus conhecimentos!!!

As vagas são limitadas. 
Inscrições na porta da FM-UFMG no horário do almoço e antes do evento (se ainda houver vagas) ou pelo site da Fundep ate o dia 20/05:http://www.cursoseeventos.ufmg.br/CAE/DetalharCae.aspx?CAE=5670
Investimento: R$15,00 


quarta-feira, 15 de maio de 2013

Cintilografia miocárdica na era da multimodalidade


No dia 13 de maio de 2013, em São Paulo (SP), a SBMN promoveu a palestra "Cintilografia Miocárdica na Era da Multimodalidade: Papel do SPECT-CT", que incluiu a apresentação de casos clínicos, ministrada pelo Dr. Claudio Tinoco Mesquita (foto), professor de Medicina da Universidade Federal Fluminense, chefe do Setor de Medicina Nuclear do Hospital Universitário Antonio Pedro e coordenador do Serviço de Medicina Nuclear do Hospital Pró-Cardíaco no Rio de Janeiro.


Medicina Nuclear em Revista

Está disponível no endereço eletrônico http://rspress.com.br/userfiles/projetos/editorial_236/ a primeira edição da revista Medicina Nuclear em Revista. Lançado durante a JPR, nesse veículo de comunicação são divulgados assuntos importantes do dia a dia do profissional que atua na Medicina Nuclear, as mais recentes novidades da especialidade, informações sobre a atuação da diretoria na defesa dos profissionais, as atividades científicas da SBBMN e muito mais. O objetivo é fortalecer ainda mais a relação entre a SBMN com a comunidade médica.

Curso Anatomia Topográfica para Métodos Híbridos

Nos dias 24 e 25 de maio de 2013, a SBMN promoverá o Curso Anatomia Topográfica para Métodos Híbridos que visa promover conhecimento para médicos nucleares e residentes em Medicina Nuclear otimizarem seus laudos em anatomia. O curso é teórico e prático com ênfase na prática oncológica. Os participantes acompanharão as aulas teóricas e executarão laudos em computadores. O curso será ministrado pela Dra. Giovanna de Carvalho, Médica Nuclear com título de especialista pelo CBR, Radiologista com título de especialista pelo CBR, Médica Nuclear do ICESP e Radiologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos e Hospital e Maternidade Sino-brasileiro. Informações e inscrições no site www.sbmn.org.br.

Link original: http://www.sbmn.org.br/site/secao/visualiza/973

2º Encontro Científico da Regional Rio de Janeiro

No dia 21 de maio de 2013, às 19 horas, no Colégio Brasileiro de Cirurgiões, a Regional Rio de Janeiro da SBMN promove o encontro científico Atualização em Cardiologia – Papel da Medicina Nuclear. A palestra Uso da Medicina Nuclear na Tomada de Decisão em Cardiologia será ministrada pelo Dr. Evandro Tinoco Mesquita e a palestra Cintilografia Miocárdica em 2013: Avanços e Perspectivas, pela Dra. Renata Felix. A Dra. Margarida Camões e residentes da UERJ apresentarão casos clínicos. Os debatedores são os médicos Villela Pedras e Luiz Machado. Inscrições no site www.sbmn.org.br.

Link original: http://www.sbmn.org.br/site/secao/visualiza/972

Congresso: sugira tema e palestrante


A SBMN convida todos a contribuir para que o XXVII Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear, que acontece entre 9 e 12 de outubro de 2013, no Expo Unimed Curitiba, no Paraná. Sugira um nome e tema que gostaria que fosse abordado na grade de Medicina Nuclear Geral. Dois temas serão escolhidos pelo comitê organizador. Envie sua sugestão para sbmn@sbmn.org.br, ou através das páginas da SBMN pelo Twitter e pelo Facebook.


No Congresso, espera-se a participação de 500 profissionais da saúde de todo país, entre médicos nucleares e de outras especialidades, biomédicos, tecnólogos, biólogos, físicos, farmacêuticos, químicos e outros profissionais da saúde, que assistirão palestras, simpósios e mesas-redondas sobre pesquisas, avanços tecnológicos, radiofármacos, proteção radiológica, exame PET/CT, diagnóstico e tratamento de doenças através da Medicina Nuclear. Pela primeira vez, o Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear acontece em conjunto com o congresso do Colégio Brasileiro de Radiologia, celebrando a união das especialidades médicas. Informações no site www.sbmn.org.br.


Link original: http://www.sbmn.org.br/site/secao/visualiza/971

XI Congress of the WFNMB / XXIV Congreso de Alasbimn / III Congreso de la Federación Mexicana de Medicina Nuclear


XI Congress of the WFNMB 
XXIV Congreso de Alasbimn 
III Congreso de la Federación Mexicana de Medicina Nuclear. 
Agosto 27-31, 2014 
Cancún, México.

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Role of Nuclear Cardiology in Patient Management, Guiding Therapy and Improving Outcomes


Data: 28/05/2013
Programação Científica
Auditório Aloísio de Paula, Faculdade de Medicina da UFF, Hospital Universitário Antônio Pedro

Palestra Internacional em Medicina Nuclear e Cardiologia no Hospital Universitário Antonio Pedro. O setor de Medicina Nuclear do Hospital Universitário Antonio Pedro e a Pós-Graduação em Ciências Cardiovasculares convidam para a Palestra do Professor da DUKE University, Professor Salvador Borges-Neto, sobre Papel da Cardiologia Nuclear na Tomada de Decisão em Cardiologia. Será no Auditório Aloisio de Paula, na Faculdade de Medicina da UFF, no Hospital Universitário Antonio Pedro, no dia 28 de maio às 12h. Todos estão convidados.

Simpósio: Imagem da Semana - A Imagem na Prática Médica


Data: 21/05/2013 a 24/05/2013
Programação Científica
CETES - Faculdade de Medicina / UFMG (6º andar)

Maiores informações: www.medicina.ufmg.br/imagemdasemana


Ciência aponta caminhos em biologia molecular em câncer de pulmão para reverter alta mortalidade em todo o mundo



Next Frontiers to Cure Cancer - Integrating Science and Patient Care - 13 a 15 de junho de 2013

Módulo - Câncer de Pulmão

Doença oncológica que mata 1,5 milhão de pessoas por ano, o câncer de pulmão é alvo de estudos que visam apontar potenciais genes que sejam marcadores para terapias mais eficazes e direcionadas aos diferentes perfis de tumor. Drogas atuam no bloqueio de genes EGFR e ALK e novos trabalhos apontam para uma possível relevância da mutação KRAS como marcador preditivo e prognóstico. Módulo sobre câncer de pulmão de evento em SP promovido pelo A.C.Camargo debaterá também o desafio de tratar metástases, tornar mais pacientes elegíveis à cirurgia, rastreamento para redução de mortalidade, prevenção e dados epidemiológicos

Em linhas gerais o câncer de pulmão tem duas diferentes classificações. A mais comum é tumor de células pequenas e a outra se denomina tumor de células não-pequenas. No entanto, esta diferenciação pouco orienta o tratamento. "É necessário saber o tipo histológico de cada tumor para, desta forma, oferecer abordagens personalizadas para cada paciente. Já há inclusive avanços neste sentido como drogas que atuam de maneira específica em pacientes que apresentam mutações dos genes EGRF e ALK". É o que destaca o cirurgião oncologista e diretor do Núcleo de Pulmão e Tórax do Hospital A.C.Camargo Jefferson Luiz Gross, que coordenará os trabalhos do Módulo de Câncer de Pulmão do Next Frontiers to Cure Cancer - Integrating Science and Patient Care, evento que acontece de 13 a 15 de junho no Hotel Renaissance, em São Paulo.

Um dos destaques será a pesquisadora Natasha Leighl, do setor de Ensaios Clínicos da University Health Network, do Canadá. Em um de seus trabalhos mais recentes, da edição de maio/2013 do Journal of Thoracic Oncology - www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23524403 - Natasha e outros três pesquisadores da instituição canadense analisaram o possível papel como marcador prognóstico e preditivo das mutações KRAS em câncer de pulmão de células não-pequenas. Segundo os autores, que fizeram uma pesquisa extensiva do oncogene KRAS, há questões ainda a serem elucidadas. O trabalho aponta que há indicativos de que o KRAS mutado, por ser preditivo de falta de resposta à quimioterapia, poderia identificar quais pacientes não seriam beneficiados pelo tratamento com as drogas atuais, no entanto, seriam necessárias mais evidências. 

Em sua aula na quinta, 13, Natasha focará em câncer de pulmão de células não-pequenas, enfatizando as abordagens personalizadas aos pacientes idosos. A idade do paciente é um fator que pode determinar as decisões terapêuticas, caso a caso. Ao se avaliar, por completo, o histórico clínico de cada paciente observa-se como tratar de forma eficaz o doente idoso que pode estar acometido por outras morbidades como doenças cardíacas, hipertensão, diabetes, dentre outros. 

Com a proposta de avaliar os novos caminhos para a terapia personalizada em câncer de pulmão, Isabela Werneck, patologista do Hospital A.C.Camargo, abordará os papéis das terapias anti-EGFR (cloridrato de erlotinibe) e anti-ALK (cloridrato de crizotinibe). Estudos - dentre eles um publicado em 2012 no Therapeutic Advances in Medical Oncology - www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3244201/ - demonstram que os pacientes tratados com cloridrato de erlotinibe, que atua como bloqueador da ação do oncogene EGFR, tiveram um aumento na sobrevida mediana superior a 40% quando comparado àqueles que receberam placebo. Outro trabalho, apresentado no ASCO em 2011 -http://meeting.ascopubs.org/cgi/content/abstract/29/15_suppl/7507 - demonstrou que o crizotinibe, que atua como inibidor da mutação do gene ALK, promoveu redução no tamanho do tumor em 64% dos pacientes. O medicamento também foi responsável por conter o avanço em 90% deles.

Vale ressaltar que estas mutações são dois entre inúmeros outros fatores que levam ao desenvolvimento do câncer de pulmão e, portanto, não necessárias respostas para outros perfis da doença. Com a maior casuística do país - cerca de 200 novos casos anuais de câncer de pulmão diagnosticados e tratados - o A.C.Camargo opera apenas 1 a cada 4 pacientes. "Na maioria dos casos o diagnóstico ocorre nas fases mais avançadas. Isso limita a terapia, pois em câncer de pulmão o paciente se torna elegível à cirurgia apenas quando a doença está restrita ao pulmão", destaca Jefferson Luiz Gross.  Apesar dos avanços terapêuticos não se costuma indicar cirurgia quando há metástases. "Os principais alvos à distância do câncer de pulmão avançado são os ossos, fígado, cérebro, adrenal e o próprio pulmão", acrescenta Gross. 

Dentre as estratégias para melhor seleção de casos operáveis está a utilização da ultrassonografia endobrônquica (EBUS). "É um método que estamos utilizando para aumentar a acurácia do estadiamento da doença. Ele nos possibilita identificar os linfonodos no mediastino, que é fundamental para orientar o tratamento, pois em caso de linfonodo comprometido a cirurgia não é indicada. Nestes casos, uma das opções seria iniciar o tratamento com a quimioterapia e apenas depois é que partimos para a cirurgia", detalha Gross.

Outro instrumento é a radioterapia estereotáxica, que consiste na aplicação de altas doses de radiação em alvo específico, preservando as células saudáveis. Mesmo alguns casos localizados não são também elegíveis à cirurgia e, para eles, o padrão-ouro é o tratamento por radiocirurgia, que - sem sérios danos ao pulmão, destrói o tumor. O tema será debatido pelo radioterapeuta do A.C.Camargo, Ricardo César Fogarolli.

Prevenção, rastreamento e redução da mortalidade - Silencioso desde o início, o câncer de pulmão é diagnosticado em fase metastática em 50% dos casos. O principal fator causal é o consumo de tabaco, que traz consigo substâncias cancerígenas que geram mutações que levam à doença a longo prazo. "Se as pessoas deixassem de fumar hoje, diminuiríamos de 80% a 90% os casos de câncer de pulmão e 3 entre 10 casos de câncer de qualquer tipo também deixariam de existir", destaca o cirurgião oncologia Jefferson Luiz Gross. A boa notícia, aponta Gross, está no fato de que 17% da população brasileira é fumante, média bastante inferior aos 35% registrados 30 nos atrás. 

O diretor de Pulmão e Tórax do A.C.Camargo afirma também que dentre os agravantes para o diagnóstico tardio da doença está no fato de, quase sempre, o fumante associar os sintomas de tosse, pigarro e secreção ao ato de fumar. "A pessoa que fuma está acostumada a lidar com estes sintomas, que são crônicos e não se atentam ao surgimento do câncer. Além disso, quando um pulmão está afetado pelo tumor, o outro mantém o paciente vivo. Com isso o paciente vai tocando a vida mesmo com um pulmão já comprometido pela doença e isso atrasa ainda mais o diagnóstico", observa.

Uma medida que poderia antecipar a descoberta da doença e, consequentemente, reduzir a mortalidade, seria promover exames de rastreamento populacional. Há algumas evidências de que o rastreamento cumpriria esta missão com eficácia, sendo que dentre as mais significativas é o artigo -www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMoa1102873 - publicado em 2011 no The New England Journal of Medicine. Neste trabalho, realizado por 33 centros médicos dos Estados Unidos, foram incluídos 53 mil indivíduos com alto risco para câncer de pulmão. Eles foram submetidos ao screening por tomografia computadorizada (CT) e radiografia de tórax. Observou-se a redução de 20% da mortalidade câncer específica entre os indivíduos submetidos à CT. 

Imagem molecular - Outro destaque do Módulo de Câncer de Pulmão estará por conta da aula do diretor de Imagem Molecular do MD Anderson Cancer Center, Vikas Kundra. Com ampla expertise, Kundra falará sobre medicina nuclear - incluindo sua ampla experiência com PET-CT - e abordagens em radiologia diagnóstica e radiologia intervencionista. 

Outro tema, a epidemiologia do câncer de pulmão com foco na biologia da doença será o foco da aula do oncologista Carlos Gil, diretor de pesquisa clínica do Instituto Nacional do Câncer (INCA). O especialista abordará com que frequência ocorrem as diferentes mutações que levam ao surgimento da doença. A programação completa do Next Frontiers to Cure Cancer está disponível em www.accamargo.org.br/evento-detalhe/next-frontiers-to-cure-cancer/82.

Next Frontiers to Cure Cancer - Integrating Science and Patient Care - Promovido pelo Hospital A.C.Camargo, o evento acontece de 13 a 15 de junho no Hotel Renaissance, em São Paulo. Coordenado por uma Comissão Científica formada por Vilma Regina Martins, diretora do Centro de Pesquisa do A.C.Camargo; Marcello Ferretti Fanelli, diretor de Oncologia Clínica; Fernando Soares, diretor de Ensino e da Anatomia Patológica; Luiz Paulo Kowalski, diretor do Núcleo de Cabeça e Pescoço; Glauco Baiocchi Neto, diretor de Ginecologia Oncológica e também da oncologista clínica Solange Sanches e do pesquisador Rafael Malagolli, o evento receberá a nata da oncologia mundial para discutir os avanços das últimas décadas e também o presente e futuro da oncologia.

Dividido em módulos voltados para discutir, individualmente, os tumores de mama, próstata, intestino grosso, reto, rim, pulmão, melanoma, glioblastoma, dentre outros, o evento terá ao todo 90 horas/aula programadas  para acontecer em quatro salas. Além de especialistas de todas as regiões do Brasil, estão confirmados palestrantes de outros sete países. Os Estados Unidos serão representados pelo M.D.Anderson Cancer Center, Moffitt Cancer Center e UT Southwestern Medical Center. Do seu vizinho, Canadá, pesquisadores da University Health Network, The Hospital for Sick Children e McGill University. Os demais palestrantes são do Vall d'Hebron Institute of Oncology (Espanha), University of Oxford(Reino Unido), INSERM Unit 807 (França), National Cancer Center Research Institute (Japão) e European Institute of Oncology. (Itália).  A expectativa é a de atrair um público de 500 pessoas.

SERVIÇO
Next Frontiers to Cure Cancer - Integrating Science and Patient Care
Realização: Hospital A.C.Camargo
Data: 13 a 15 de junho de 2013
Local: Hotel Renaissance, Alameda Santos, 2233, São Paulo - SP



sábado, 11 de maio de 2013

Sessão de Medicina Nuclear conjunta com Hematologia


Convidamos a todos para participarem da próxima Sessão do Setor de Medicina Nuclear do Hospital Universitário Antonio Pedro, que será realizada no Anfiteatro Luís Guarino (3º andar da Faculdade de Medicina) no dia 15 de maio, quarta-feira, das 8:30h às 9:30h. O tema da sessão será Medicina Nuclear e Linfomas, com apresentação de casos clínicos e discussão. O Dr. Francisco Laia, médico nuclear, fará uma revisão sobre o uso do PET CT em Linfomas ao final da sessão.


sexta-feira, 10 de maio de 2013

Congresso em Curitiba


Finalmente, o Dr Juliano Cerci (foto), presidente do XXVII Congresso Brasileiro de Medicina Nuclear, que acontece entre 9 e 12 de outubro de 2013, no Expo Unimed Curitiba, no Paraná, falou dos preparativos para o evento. Lembrou que, pela primeira vez, acontece em conjunto com o congresso do Colégio Brasileiro de Radiologia, celebrando a união das especialidades médicas. Alertou para a importância de se já se inscrever e reservar hotel porque o volume de pessoas na cidade será grande para o evento.


Informática e Comunicação


O Dr. Carlyle Barral (foto), diretor do Departamento de Informática e Comunicação, aproveitou a assembleia para se apresentar e para contar que chegou à Sociedade através de seu Blog de Medicina Nuclear, que se tornou importante ferramenta de divulgação da especialidade. Falou da reformulação do site em busca de torná-lo mais amigável e atualizado e visando que se transforme em fonte de consulta.  Finalmente, pediu: “Curtam, compartilhem, vocês estão ajudando”.


Atividades científicas

A Dra. Irene fez um balanço do sucesso das atividades científicas da SBMN e aproveitou a oportunidade para anunciar as próximas, em especial o Curso Anatomia Topográfica para Métodos Híbridos, que terá três edições em maio, nos dias 14, 24 e 25. O objetivo é promover conhecimento para médicos nucleares e residentes em Medicina Nuclear otimizarem seus laudos em anatomia. O curso é teórico e prático com ênfase na prática oncológica. Os participantes acompanharão as aulas teóricas e executarão laudos em computadores. O curso será ministrado pela Dra. Giovanna de Carvalho, Médica Nuclear com título de especialista pelo CBR, Radiologista com título de especialista pelo CBR, Médica Nuclear do ICESP e Radiologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos e Hospital e Maternidade Sinobrasileiro. Informações e inscrições no site www.sbmn.org.br.

Link original: http://www.sbmn.org.br/site/secao/visualiza/967

Regional Rio de Janeiro

O Dr. Darío falou da criação da Regional Rio de Janeiro, presidida pelo Dr. Claudio Tinoco, vice-presidente da SBMN. Observou que a cidade é importante para a Medicina Nuclear, inclusive por ser o maior centro formador de profissionais da especialidade. “Espero que o Rio de Janeiro seja exemplo para outras cidades”.

Link original: http://www.sbmn.org.br/site/secao/visualiza/968

Situação financeira


A assembléia ordinária começou com a Dra. Miriam Moreira (foto), 1ª Tesoureira, apresentando a situação financeira da SBMN, anunciando o plano de trazer mais médicos nucleares e profissionais de área correlatadas à Medicina Nuclear para se associar, o que permitirá que a SBMN cresça, se fortaleça e desenvolva cada vez mais projetos que contribuam para o crescimento da especialidade.


Assembléia na JPR


No dia 4 de maio de 2013, durante a JPR, em São Paulo, a SBMN promoveu duas assembleias. Na extraordinária, foi aprovada a reforma do estatuto de forma que o mesmo se adapte às exigências da AMB e que a SBMN passe a dialogar diretamente com a entidade e não mais através do CBR, como ocorre hoje. O Dr. Celso Darío Ramos, presidente da SBMN, destacou que está mudança fortalecerá ainda mais a Sociedade, o que ajudará na luta pelos direitos da especialidade. Além disso, não interfere na parceria o Colégio, o que sempre será mantida. Na foto: Dra. Irene Endo, 2ª secretária, Dr. George Barberio Coura Filho, 1º secretário, e o Dr. Celso Darío Ramos.


Tecnologia para detecção de Tumores Gastrointestinais avança

Simpósio destacou os benefícios do uso do PET/CT

Ao longo de décadas, a pesquisa e a tecnologia vêm possibilitando avanços permanentes no diagnóstico precoce e no tratamento dos mais diferentes tipos de tumores. Mas, um dos passos mais relevantes nesse sentido ocorreu há 10 anos, quando o Hospital Sírio-Libanês (HSL) se tornou a primeira instituição da América Latina a utilizar o PET/CT.

O equipamento possibilitou um avanço significativo no diagnóstico e tratamento de pacientes oncológicos. A partir do uso dessa tecnologia, tanto os exames, quanto as terapias contra o câncer, ganharam em eficácia e precisão.

Para a Dra. Elba Etchebehere, médica especialista em Medicina Nuclear no HSL, a incorporação de tecnologias como o PET/CT e o SPECT/CT possibilitaram um melhor planejamento cirúrgico, quimioterápico e radioterápico. “Através desses exames, o oncologista consegue avaliar melhor qual o tipo de tratamento que o paciente necessita e se o tratamento proposto está sendo benéfico”, explica.
 
Outra importante consequência que resultou da utilização dessas tecnologias foi a possibilidade de redução de custos nos hospitais que possuem esses equipamentos.

“Ao auxiliar no manuseio do paciente, a escolha do tratamento correto evita tratamentos onerosos desnecessários”, destaca a Dra. Elba, que foi uma das coordenadoras do VIII Simpósio de PET/CT em Oncologia e do V Simpósio de SPECT/CT em Oncologia- Tumores Gastrointestinais, realizados pelo Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa (IEP/HSL), entre os dias 30 de abril a 1 de maio.

Com foco nos avanços e novas possibilidades de tratamento em desenvolvimento na área gastrointestinal, os eventos também contaram com a coordenação e participação dos Drs. Edwaldo Camargo, Frederico Costa, Paulo Hoff e Raul Cutait. Destaque, também, para a presença de dois renomados especialistas internacionais: Profa. Dra. Lale Kostakoglu, Professora em Radiologia e Medicina Nuclear do The Mount Sinai Hospital, NY, EUA, e Prof. Dr. David Ilson, Oncologista do Memorial Sloan Kettering Cancer Center, NY, EUA.

No evento foram apresentados imagens e casos, que foram debatidos de forma multidisciplinar por médicos nucleares, radiologistas, cirurgiões, oncologistas e radioterapeutas.

A finalidade foi proporcionar ao participante todas as novidades em relação aos exames realizados através do PET/CT e SPECT/CT.

Alguns dos temas analisados foram: Câncer Colo-Retal: Tumores Primários e Metastáticos, Câncer Colo-Retal: Métodos de Imagem, Câncer Colo-Retal: Re-Estadiamento e Resposta ao Tratamento e Câncer de Esôfago.

Data: 07/05/2013
Fonte: Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa
Assunto:  Cursos de Atualização